Curry para esquentar


Este é o prato "Murg Korma", do Delhi Palace. Vale experimentar, sempre!

Em algum dia perdido no ano de 2000, conversava com uma amiga a respeito de restaurantes diferentes para conhecer. Ela, viajante contumaz, passou uma temporada em Londres e disse ter ficado viciada em comida indiana. Mais precisamente, em curry. Fiquei tentada a experimentar e daí nasceu uma grande paixão, que tenho alimentado cuidadosamente de lá para cá.

Em São Paulo, há bons representantes da culinária indiana, como o Ganesh (maravilhoso, no shopping Morumbi), o Tandoor, o Govinda e o mais novo de todos, Delhi Palace. São restaurantes encantadores, que pretendem trazer um pouco da história e da culinária apimentada da Índia para esta São Paulo híbrida.

O primeiro restaurante que conheci foi justamente o Ganesh. Quando for até lá, não despreze, jamais, o couvert. Os vários "molhinhos" (chutneys), acompanhados do delicioso pão nan e das pequenas almôndegas de carne condimentada (kebabs) são uma alegria à parte. Recomendo, como prato principal, o chicken korma, pedacinhos de peito de frango ao molho cremoso de curry.

E curry, este desconhecido, não é apenas aquele pozinho amarelo que você encontra para vender na prateleira de temperos do supermercado. Para começar, curry não é um tempero, mas a mistura de vários deles. E é, também, o nome de algumas preparações indianas, como "curry de carneiro", por exemplo. Eu demorei algum tempo para entender a diferença. No começo, achava que curry seria algo como açafrão. Ou cravo. Mas é muito mais que isso.

Para ter uma idéia: o curry funciona, para as famílias indianas, como o molho de macarrão para as "mammas". A estrutura pode ser similar, mas cada família tem sua receitinha especial.

Em sua estrutura básica, o curry pode conter: gengibre, pimenta dedo-de-moça, pimenta vermelha, canela em pau, cominho, pimenta-do-reino, cardamomo, cravo, erva-doce, cúrcuma, coentro, feno grego. As famílias indianas torram e móem todos os ingredientes juntos, mas a quantidade de cada item varia de receita para a receita.

No Brasil, encontramos essa mistura pronta com o nome genérico de curry. Há também boas misturas em lojas de comidinhas importadas. Vai do gosto. O melhor é comprar vários e testar.

Se você não tiver tempo, dinheiro ou tiver um certo medo de conhecer um restaurante indiano, experimente fazer uma receitinha com curry em casa. É delicioso, esquenta, e pode ser uma boa pedida para um jantarzinho exótico para impressionar a família. Hehehe!

Minha receitinha básica:

Frango ao curry

- 1/2 kg de peito de frango em cubos
- 1 cebola pequena
- 2 dentes de alho
- 1 colher (sopa) de manteiga
- 1 colher (sopa) de azeite (azeite bom, por favor!)
- 1/2 cubo de caldo de frango
- 1 1/2 xícara (chá) de água
- 2 maçãs pequenas (ou 1 grande)
- 1 xícara (chá) de creme de leite (fresco ou de latinha)
- 1 colher (sopa) bem cheia de curry (pó)
- 1 colher (café) de mostarda em grão
- 1 pauzinho de canela (ou 1 colher de café de canela em pó)
- 8 cravos (ou uma pitada mínima de cravo em pó)
- pimenta-do-reino moída, a gosto
- sal a gosto

Essa receita tem um preparo relativamente rápido e deve ser consumida bem quente. Como acompanhamento, um bom e soltinho arroz branco é ótimo. Prepare uma panela de arroz antes e reserve.

Quando o arroz estiver prontinho, comece a preparar o curry: derreta a manteiga numa caçarola (panela pequena, como queira) e junte o azeite. Acrescente a cebola picadinha e deixe fritar. Quando começar a dourar, acrescente o alho picadinho. A mistura vai desprender um aroma inacreditável, aproveite!

Quando estiver tudo douradinho, acrescente o frango (não precisa temperar antes). Deixe fritar. Acrescente as maçãs picadas (sem casca e sem sementes, por favor) e mexa. Acrescente o curry e misture bem. Enquanto isso, aqueça a água e, quando ferver, coloque o caldo de frango. Ao ferver, jogue a água na panelinha com os outros ingredientes e mexa. Acrescente todas as outras especiarias e deixe ferver. Nesse ponto, junte o creme de leite e mexa sempre.

Se for creme de leite de latinha (aquele que não é fresco), abaixe o fogo e, com toda a paciência do mundo, mexa sempre. Não deixe o creme de leite ferver, senão ele talha e o prato fica feio e não engrossa. Vá mantendo essa toada até o creme engrossar. Teste o sal e acrescente um pouco mais, se desejar (o curry já é salgado, e o caldo de frango também). Se quiser, acrescente um pouco de pimenta-do-reino moída ou algumas gotas de molho de pimenta.

Quando estiver no ponto, sirva imediatamente com arroz branco e salada. Fica ótimo também acompanhado de fatias de manga fresca e côco ralado fresco. Parece frescura, mas fica sensacional!

Essa receita rende 4 porções. Mas eu e meu marido comemos a panela toda, sozinhos. Depende do apetite dos comensais :)